Site da Universal ilustra matéria sobre “destruição da vida amorosa” com caso Bianca X Felipe

Site da Universal ilustra matéria sobre “destruição da vida amorosa” com caso Bianca X Felipe

O escândalo protagonizado pelo ex-casal Bianca Toledo e Felipe Heiderich continua repercutindo e foi usado pela Igreja Universal como pano de fundo para uma matéria que fala sobre as consequências de escolhas mal feitas na vida amorosa.

Intitulada “A destruição causada por uma escolha errada na vida amorosa”, a matéria resume a polêmica entre Bianca e Felipe, acusado pela ex-mulher de ser homossexual e pedófilo, antes de citar casos de pessoas que tiveram uma desilusão na área sentimental.

“Quando uma pessoa se sente enganada no casamento, é natural que faça a seguinte afirmação: ‘ela se tornou outra pessoa’. Contudo, na maioria dos casos, as pessoas mudam o comportamento não porque se tornam diferentes, mas porque revelam quem realmente são”, diz trecho da matéria.

Para corroborar essa afirmação, o site da Universal reproduziu a opinião do psicoterapeuta Fernando Vieira Filho: “O namoro é uma fase de encantamento. Às vezes, o sujeito bebe, mas no namoro não se mostra um alcoólatra. A namorada é autoritária, mas para o namorado se mostra dócil. Aí, quando não precisa mais do encanto, naturalmente as máscaras caem e a moça que era dócil se mostra autoritária e o rapaz que ia beber uma vez por semana passa a ir várias vezes, etc.”, contextualizou o especialista.

A empolgação do início de um relacionamento pode fazer as pessoas se esquecerem de procurar detalhes a respeito da vida do companheiro, ou então, acreditarem que a convivência transformará o comportamento: “Muitos acham que vão mudá-lo depois de casar. Mas é um engano. Se ele tem defeitos graves no namoro, pode ter certeza de que depois eles ficarão ainda maiores”, alertou Vieira Filho.

Karen Miyuki Miyasato, 25 anos, é uma secretária que, ainda na adolescência, enxergou características em um namorado que não a agradavam, e encerrou o relacionamento antes que ele a tornasse infeliz.

“Aos 13 anos, me iludi com um rapaz que era evangélico como eu. Mas, em vez dele me aproximar de Deus, me afastou mais ainda, porque não seguia os caminhos corretos”, disse. “Comecei a viver um inferno. Ele me induziu a me relacionar intimamente com ele e tinha um ciúme doentio”, acrescentou, revelando que terminou o namoro assim que viu que nada mudaria.

 

Fonte: https://noticias.gospelmais.com.br/universal-ilustra-destruicao-amorosa-caso-bianca-felipe-84385.html

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *